Permita (e aproveite) o direito de ficar sozinho

Permita (e aproveite) o direito de ficar sozinho. Coaching, vida e carreira.Não há nada mais sagrado que o direito de ficar em paz consigo mesmo. Porém, parece que esquecemos disso sempre que estamos em um relacionamento, especialmente quando moramos com outra(s) pessoa(s). É importante ficar atento para que a vida a dois não se transforme em obrigação de se fazer tudo em conjunto, seja dentro ou fora de casa. O importante, como diria minha vó, não é a quantidade e sim a qualidade do relacionamento.

Pensando nisso, listei algumas dicas para quem quer colocar seu amor à prova, cuidando de si mesmo, porém sempre em busca de um ótimo relacionamento a dois:

Chega de WhatsApp!

Com a era WhatsApp, muitos relacionamentos passaram para o status “aberto 24 horas”. Cuidado pois esse é um péssimo hábito que pode acabar estressando e cansando ambas as partes. Cuide desse costume com disciplina e responda às mensagens de seu par na medida em que seja estritamente possível. Evite ficar conversando longamente por texto com uma pessoa que você já vê todos os dias. Com certeza haverão outros momentos para uma conversa mais agradável. Da mesma forma, seja também equilibrado(a) e não espere respostas imediatas do(a) outro(a). Pode ser necessário falar com seu cônjuge durante o dia, mas muitas coisas podem esperar. Ah! Apenas para deixar claro, pequenas declarações de amor são bem-vindas. Mas não precisa ser toda hora nem todo dia, certo?

Facebook é um perigo

Xeretar Facebook do(a) parceiro(a) é normal. Mas cuidado para não virar um vício. Sei de muitos relacionamentos que vivem do “quem é aquela(e) fulana(o) no seu Facebook”? Sendo bem direto, vocês acham que isso ajuda ou atrapalha o relacionamento? Como todos sabem, Facebook é um passatempo perigoso. Pode ser tentador ficar o tempo todo só vasculhando a vida alheia, vendo fotos, vídeos e piadinhas. Porém normalmente estaremos apenas perdendo um tempo precioso que poderia estar sendo mais bem utilizado, no trabalho ou em casa. Em resumo, não use o Facebook contra seu relacionamento. E controle-se caso sinta-se ameaçada(o) por uma amizade virtual do(a) seu(ua) parceiro(a).

Ler é uma boa opção

Uma das melhores formas de se ficar sozinho em paz é ler. Se você não tem o hábito, aproveite para iniciá-lo e verá como o mesmo poderá acrescentar horas de tranquilidade às suas semanas. Se já gosta de ler e não está achando o tempo ou local necessários para tal, está na hora de criá-los de forma determinada. Por fim, se seu(ua) parceiro(a) não te deixa em paz nem mesmo para ler, converse de forma bem objetiva sobre o assunto e deixe claro que precisa desse tempo. É uma atividade que só traz benefícios, em todos os sentidos.

Crie horários para estar sozinho

Acorde mais cedo, vá dormir mais tarde. A rotina não precisa ser igual todo dia. Que tal dar uma caminhada ou corrida sozinho(a) no bairro? Ir à academia, surfar, dançar, ir ao cinema, ao shopping, caminhar na praia. Essas atividades podem ser feitas sem a presença de seu cônjuge, sabia? Se preferir, chegue em casa mais cedo quando puder e simplesmente não faça nada. Aproveite esses tempos de solidão. Sinta o silêncio dentro de você. Não ligue a TV, nem o rádio, muito menos o computador ou celular. Momentos assim são necessários para equilibrarmos a mente e digerirmos a imensa quantidade de informações que frequentemente apenas engolimos todos os dias.

Nada como as atividades do lar para acalmar a mente

Dentre as opções para se ficar sozinho e em paz consigo mesmo, uma é imbatível. Escolha uma atividade “do lar” como sua favorita. Pode ser lavar louça, cuidar do jardim, fazer marcenaria, varrer ou limpar da casa. Ou qualquer outra. A regra é clara: escolha um outro ambiente na casa e não peça ajuda, mesmo que sua cara metade esteja “disponível”. Não ocupe o outro(a) caso ele(a) não queira ser ocupado. Porém, aceite a ajuda caso esta venha de forma espontânea e então a atividade poderá passar a ser um prazer a dois. Mas não obrigue o(a) outro(a) a nada.

E quando é a hora de estar junto então?

Não faltarão momentos para se curtir a dois. Os clássicos são o bastante. Um jantar à luz de velas ou mesmo à meia luz. Um vinho juntos no fim da noite, um cinema, ou um passeio à beira mar. Sempre que possível, uma viagem romântica, onde possam esquecer das obrigações do dia a dia, das preocupações com as crianças e respectivas famílias e, principalmente, dos problemas do trabalho e de casa. Em resumo, curta sua paz individual, mas também crie e aproveite esses momentos a dois e seja feliz.

Victor Sebastian é Coach de vida e carreira.
Quer saber mais? Entre em contato e marque uma avaliação grátis.

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s